A procura por uma alimentação mais saudável é uma tendência inexorável nas sociedades ocidentais. Pressionados entre uma vida mais acelerada, com hábitos contrários às boas práticas conhecidas, e a necessidade de responder a pressões internas e sociais de manutenção de uma condição física salutar, muitos procuram nos alimentos o elixir da juventude e do anti-envelhecimento.

Quem não recorda o antigo Diretor-Geral da Saúde, Francisco George, apregoar os poderes miraculosos da dieta mediterrânica; ou notórios médicos como o Prof. Manuel Pinto Coelho publicar uma obra dedicada ao papel da nutrição na medicina preventiva do envelhecimento e da doença crónica!

Entre as muitas modas / tendências que nos assolam – das (anti) cetonas aos anti-glúten, os (ovolacteo)vegetarianos aos que professam as virtudes do jejum, é fácil sentirmo-nos confusos sobre a bondade de cada regime.

Alguns princípios porém são partilhados por todas estas correntes. De facto, todos comungam da virtude de comer fruta! Acresce que a sustentabilidade é sempre palavra de ordem – se o era pré-pandemia, é-o tanto mais nos tempos que correm.

A GUUD quis inscrever-se na intersecção destas 2 megatendências. Marca intrinsecamente nacional, com grafia que espelha uma ambição além-fronteiras. Nasce em Mões, Castro Daire, num contexto de aproveitamento de recurso endógeno tão beirão – a maçã, nas suas variadas estirpes. Quis-se corresponde-la à aspiração do cidadão urbano, que procura a conveniência e rapidez por um lado, e o saudável por outro. Dos primeiros passos no mercado nacional à passagem da fronteira foi um passo, facilitado de resto pela centralidade das Beiras na Península. E forjou-se o gradual aumento da sua notoriedade, alavancada na presença, inicialmente tímida, mas consistentemente a crescer, no retalho alimentar, bem como em parcerias com entidades convergentes com o seu posicionamento, de que a Giro HC é bom exemplo.

Nos “marketplaces” nacionais como a Dott, nas estações de serviço Sol, num restaurante de conveniência ou nas múltiplas lojas de aeroporto que a albergam pela Península Ibérica, a Guud é a expressão de uma empresa beirã na sua raíz, saudável por natureza e ibérica por convicção. Experimente!

Pedro Pinto de Sousa (Co-fundador, Soc. Agr. Pedra da Fraga)


  PUB