Centro Cultural de Mões

Uma grande realização da Câmara de Castro Daire em colaboração com a Biblioteca de CDR e a Junta de Freguesia de Mões. Todos de Parabéns. Envolventes bem resolvidas, dadas as limitações não seria possível fazer melhor. Ainda uma sede da Junta de Freguesia com a dignidade que Mões merece e toda a gente que lá trabalha merece, desde o Presidente até à sua equipa executiva, os quadros da delegação dos CTT e demais serviços. Já há uns 3 anos tinhamos dito que a degradação das instalações estava a passar das marcas mas finalmente podemos aplaudir as novas instalações e todos os que orientaram a obra, irrepreensível esta feita.

Centro Cultural de Mões. Um equipamento público que deverá ter como missão promover a região nas múltiplas dimensões do que localmente é bem feito e também trazer de fora eventos culturais que contribuam para valorizar o espaço, as pessoas, sejam jovens ou seniors.

Parece que já se deram alguns eventos neste equipamento mas comunicá-los às pessoas é que népia. Só para alguns.

Uma das maiores riquezas de Mões são os músicos, executantes, da Sociedade Filarmónica e seus Maestros. São estas pessoas com escola e sabedoria. Estes sim, são uma elite bondosa não uma “elite” blindada num perpetuar de ignorância atávica e consequente zero à esquerda de gestão.

Até gora o que vemos é novoeiro e sem Dom Sebastião a regressar, nem de manhã nem à tarde nem pela hora da ceia, nem vindo do Bairro Alto às 6h da manhã.

Vamos aguardar mais um pouco até sabermos de facto o que se pretende, de facto, independentemente de já termos percebido, pelos evidentes sinais, ter sido traçado um risco por uma suposta elite que não existe a não ser quando se olha ao espelho do alto da sua arrogância uns, da paupérrima cultura outros, do inefável carácter todos juntos. Compete aos excelentes músicos decidir se querem trabalhar para uma projecção internacional, serem remunerados pelo que valem, ou se querem continuar a executar o mesmo ram-ram das partituras de sempre, nas procissões e funerais de aldeias. Não compete a ninguém decidir o futuro destes Músicos, por eles. Só elas e eles, o podem e devem fazer, sem medo.

Fica aqui o alerta.

PUB

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Clique aqui para saber como são processados estes dados.