MAMA SUMAE !

Cristiano Santos

Foto:DR

“Decorreu hoje o funeral de Marcelino da Mata, um dos militares portugueses mais condecorados da história do exército. O silêncio sobre o seu óbito e respectivo funeral na nossa comunicação social, não devia surpreender ninguém. Marcelo Rebelo de Sousa que tem a televisão atrás de si, até quando vai ao WC, hoje não teve ninguém, quando apareceu no funeral.

Marcelino da Mata representa tudo aquilo que a esquerda odeia, e destrói boa parte das narrativas da esquerda, construídas nos últimos 40 anos sem grande oposição. 

Marcelino da Mata era católico. 

Marcelino da Mata foi um negro que lutou pela manutenção do império português. 

Marcelino da Mata representa todos os negros que lutaram (e morreram) para que Portugal continuasse em África. Até ao último dia de guerra, Portugal tinha mais voluntários negros nas suas fileiras do que as forças independentistas. Até ao último dia de guerra, Spínola passeava-se pela Guiné, por sinal o teatro de guerra mais complexo, sem qualquer escolta militar. Não precisava.

Marcelino da Mata lembra ainda a sorte que muitos negros não tiveram, pois conseguiu vir para Portugal e muitos camaradas seus da mesma cor de pele, foram alvo de repetidos genocídios, sem direito a serem ouvidos num tribunal digno desse nome.

Marcelino da Mata lembra ainda a intolerância da esquerda comunista saída do 25 de Abril, pois Marcelino da Mata foi barbaramente torturado por homens ligados ao MRPP. 

Por tudo isto e muito mais, a nossa comunicação social, constantemente cúmplice e a reboque das agendas da esquerda no nosso país, ignorou completamente a morte e o enterro de um herói português, só porque a esquerda não gosta dele. São de um facciosismo insuportável e explicam boa parte da nossa miséria.”

Cristiano Santos

PUB

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.