Partilhe
António Braguês  (1941-2019)

António Braguês (1941-2019)

Até Sempre.

Partiu. Sempre disponível para aconselhar e ajudar. Sempre ao serviço da sua comunidade, inteligente e discreto. Um cavalheiro, um gentleman, um Senhor.

Partiu. Aos crentes deixa a certeza do reencontro. Aos não crentes deixa a memória duma vida plena de trabalho, de dignidade e prestígio.

A todos, crentes, agnósticos e não crentes, deixa o exemplo duma existência partilhada com a comunidade e uma imagem intemporal de grande inteligência, dedicação e amizade.

E todos estes, estes que somos nós, não vamos mais ter lembranças de como nos deixou.

Vamos acima de tudo e sempre, ter a memória de como viveu connosco.

ANTÓNIO BRAGUÊS, obrigado pelo teu exemplo e Amizade. Hoje e para sempre celebraremos a forma como viveste e assim, simples, viverás para sempre connosco.

Se olharmos bem para o céu, daqui de Mões, como só nós olhamos, hoje há mais uma estrela no Céu. E brilha, brilha e brilha, para nós, para todos.

Até breve, até sempre.